Subscribe:

Pages

quinta-feira, 5 de julho de 2018

A ferramenta OiRA para escritórios incluída na legislação italiana




No âmbito da atividade do instrumento interativo em linha de avaliação de riscos (OiRA ) da EU-OSHA, a ferramenta para OiRA para escritórios foi recentemente integrada pelo Ministério do Trabalho e da Política Social  italiano na legislação nacional em matéria de saúde e segurança no trabalho (artigos 17.º e 28.º do Decreto Legislativo n.º 18, de 9 de abril de 2008 .

O objetivo é apoiar os empregadores, sobretudo das micro e pequenas empresas, na realização da avaliação de riscos  e na criação da documentação exigida por lei.

A ferramenta OiRA para escritórios italiana foi desenvolvida por um grupo de trabalho tripartido nacional, que foi constituído pelo ministério italiano e presidido pelo INAIL . Antes da implementação, a ferramenta foi aprovada pela Comissão Consultiva Permanente para a Saúde e Segurança no Trabalho em 3 de maio de 2018.

A iniciativa italiana, que tornou a utilização do OiRA obrigatório para a avaliação de riscos em locais de trabalho de escritório, representa um reconhecimento muito importante do OiRA em geral e é um bom exemplo de como a ferramenta pode apoiar as inspeções do trabalho a chegarem até às empresas.



 Fonte: OSHA

Mais de 100 parceiros estão empenhados na campanha «Locais de trabalho saudáveis: gerir as substâncias perigosas»




A EU-OSHA congratula-se por voltar a contar com um número tão elevado de parceiros oficiais da campanha e da comunicação social que aderiram à sua campanha 2018-19 - «Locais de trabalho saudáveis: gerir as substâncias perigosas».

O empenho dos parceiros na promoção da gestão proativa das substâncias perigosas nos locais de trabalho europeus contribuirá grandemente para o êxito da campanha, pois proporcionará muitas oportunidades de criação de redes e de intercâmbio de boas práticas no local de trabalho.




Como são geridos os riscos psicossociais nos locais de trabalho na Europa?




Um novo relatório revela as conclusões da última análise do ESENER-2 da EU-OSHA, focando especificamente os riscos psicossociais. Este relatório revela que o compromisso de gestão e a participação dos trabalhadores são essenciais para proteger os trabalhadores europeus de tais riscos.

No entanto, o contexto nacional também importa. Uma economia forte, boas iniciativas nacionais em matéria de saúde e segurança no trabalho e fatores culturais estão relacionados com níveis mais elevados de gestão dos riscos psicossociais.

O relatório também considera as implicações práticas das presentes conclusões.



Ferramenta de visualização de dados sobre trabalho mais seguro e saudável em qualquer idade.



Esta ferramenta de visualização de dados destaca as principais conclusões de um estudo realizado pela EU‑OSHA, a pedido do Parlamento Europeu, que visou a compreensão das questões de segurança e saúde no trabalho (SST) no contexto do envelhecimento da população ativa.

Esta ferramenta faculta acesso a uma apresentação visual de dados referentes a demografia, emprego, condições de trabalho e saúde no contexto do envelhecimento da população ativa, e a SST e políticas conexas de resposta aos desafios.

A ferramenta é interativa e os utilizadores podem:

·       encontrar informações sobre os desafios associados ao envelhecimento da população ativa europeia;

·       conhecer políticas, estratégias e programas em vigor nos diferentes Estados‑membros da UE;

·       examinar a diversidade demográfica e socioeconómica, bem como as diferenças entre os sistemas sociais e de saúde de quatro «grupos de países» europeus, e a importância destes aspetos para o desenvolvimento de políticas;

·       usar os «perfis de países» para comparar as estratégias em matéria de SST relacionada com idade e de reabilitação de cada país com a UE no seu conjunto e outros países europeus.

É disponibilizado um glossário de termos frequentemente utilizados e os utilizadores podem partilhar a ferramenta no Twitter ou no Facebook, por exemplo.


Fonte: OSHA

terça-feira, 3 de julho de 2018

Rede Europeia de Educação e Formação para a SST publica estudo sobre boas práticas

A Rede Europeia de Educação e Formação para a Segurança e Saúde no Trabalho (ENETOSH ) publicou um estudo sobre boas práticas de integração da segurança e saúde no trabalho na Educação e Formação Profissional

O estudo analisou uma amostra de boas práticas de integração da SST nos sistemas de ensino e formação profissional nos diferentes níveis (pré-escolar, escolar, educação e formação profissional inicial, ensino superior e educação e formação profissional contínua).

Com base na metodologia proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS) , foram analisadas quatro dimensões: participação, empowerment, sustentabilidade e trabalho em rede, o que permitiu facilitar o acesso aos exemplos de boas práticas e recomendar ações futuras para profissionais, disseminadores de informação e decisores políticos.

Aceda aqui ao estudo.


Dados sobre "burnout" dos professores indicam valores "altíssimos"




Os dados provisórios sobre as situações de "burnout" (exaustão, desgaste) que atingem os professores portugueses indicam valores "altíssimos" e podem vir a ter reflexos políticos, sindicais ou jurídicos, disse Raquel Varela, coordenadora de um estudo, que será apresentado na sexta-feira.
A pesquisa é uma parceria entre a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova, coordenada por Raquel Varela e que conta com a participação de académicos de várias universidades, entre elas do Instituto Superior Técnico e de instituições brasileiras.


O estudo sobre "burnout" ou desgaste investiga as condições e vida e de trabalho dos professores em todos os graus de ensino incluindo nos setores público e privado.

Saiba mais Aqui.



sexta-feira, 29 de junho de 2018

Nova ferramenta de serviços OIRA


A nova ferramenta de serviços OIRA foi incluída na legislação nacional italiana em matéria de segurança e saúde no trabalho para apoiar os empregadores, especialmente das micro e pequenas empresas.

Compartilhe agora esta grande iniciativa reconhecendo oira e fornecendo um bom exemplo sobre como as ferramentas on-line podem alcançar empresas em toda a Europa para realizar a avaliação do risco! 

Aceda à ferramenta OIRA Aqui.