Subscribe:

Pages

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Quando o lugar da cura também causa danos: riscos e acidentes de trabalho num hospital de Lisboa



Divulgamos no nosso Blog mais um interessante artigo da autoria de João Areosa.


Resumo:

“ A análise dos acidentes de trabalho permite criar estratégias de prevenção para este tipo de eventos, dado que possibilita a melhoria das condições de trabalho dos profissionais e, por consequência, a melhoria na prestação de cuidados aos doentes. O presente estudo, realizado numa instituição hospitalar de Lisboa, teve como objetivo fazer a caracterização e análise dos acidentes de trabalho ocorridos com profissionais de saúde.

A recolha de dados foi feita a partir da informação presente nos questionários epidemiológicos de caracterização dos acidentes de trabalho aplicados no Serviço de Saúde Ocupacional do hospital pesquisado. Estes dados foram editados em programa estatístico SPSS e usou-se a estatística descritiva na sua análise.

 Verificou-se que os enfermeiros são a classe profissional que regista maior número de acidentes, sendo os profissionais que desempenham funções há mais de 10 anos o grupo com maior incidência. Os acidentes de trabalho com profissionais de saúde ocorrem mais frequentemente nos serviços de internamento, durante a manhã, nomeadamente no período entre as 8 horas e as 12 horas. Os traumatismos são o tipo de acidente mais frequente, seguido das picadas de agulha.

Dentro dos traumatismos, as lombalgias são o tipo de lesão mais recorrente, principalmente entre assistentes operacionais e enfermeiros.”

Aceda ao artigo Aqui.




0 comentários:

Postar um comentário