Subscribe:

Pages

quinta-feira, 7 de maio de 2020

LME relacionadas com o trabalho: por que são ainda tão prevalecentes e o que pode ser feito para proteger os trabalhadores e as empresas?


Lesões musculoesqueléticas: diagnóstico e prevenção – ClinicaExVitam
(imagem com DR)


O mais recente trabalho de investigação da EU-OSHA analisa as razões pelas quais as lesões musculoesqueléticas (LME) continuam a ser a maior preocupação em termos de segurança e saúde no trabalho nos locais de trabalho da Europa, apesar dos intensos esforços legislativos para a sua prevenção.

A nossa nova análise da literatura examina os riscos e as tendências novos e emergentes em termos de LME relacionadas com o trabalho, as lacunas das atuais estratégias de prevenção e as formas de melhoria das abordagens à prevenção. A análise integra-se num projeto mais vasto em que foram analisadas as atuais políticas, programas e instrumentos de prevenção das LME. Estudos de caso complementares de seis países europeus indicam que as abordagens à gestão dos riscos no local de trabalho holísticas e baseadas em evidências são fundamentais para uma prevenção eficaz.

O presente trabalho faz parte de uma atividade de investigação plurianual que visa apoiar a prevenção e a gestão das LME relacionadas com o trabalho fornecendo informação fidedigna e orientações aos decisores políticos, às autoridades nacionais, aos empregadores e às organizações setoriais. 

Os resultados servirão também de base à nossa Campanha «Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis 2020-2022: Aliviar a carga ».


Fonte: EU-OSHA

0 comentários:

Publicar um comentário