Subscribe:

Pages

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Artigo OSHwiki - Distúrbios músculo-esqueléticos e posição estática prolongada - Parte III



COCCIGODINIA Instagram posts (photos and videos) - Picuki.com
(imagem com DR)




Este artigo da OSHWiki confere ênfase aos fatores de risco sobre a posição estática prolongada, apresentando os sintomas e as queixas de saúde e oferece soluções para trabalhadores e empregadores para evitar esses riscos. 


Segue a parte III deste artigo em que são abordadas os princípios básicos para o trabalho em pé e as boas práticas que podem ser implementadas a fim de prevenir o surgimento de LMER associadas a esta posição de trabalho.

A versão original pode ser consultada Aqui.



Boas práticas no trabalho

Os princípios básicos para o trabalho em pé incluem:

- Disponibilização de formação para os trabalhadores (sobre práticas de trabalho adequadas e utilização de descanso);
- Rotação dos postos de trabalho entre grupos de trabalhadores (deslocar trabalhadores de um emprego para outro para encurtar a permanência do tempo);
- Evitar flexões extremas, alongamentos e torções;
- Trabalhar de forma adequada;
- Pausas frequentes de descanso (o trabalho em pé é cansativo).

Pavimento

Os materiais que proporcionam flexibilidade como a madeira, a cortiça, a carpete ou borracha são mais suaves nos pés dos trabalhadores. Os pisos de betão ou de metal podem ser cobertos com tapetes. Os tapetes devem ter arestas inclinadas para ajudar a evitar tropeçar.

No entanto, devem ser evitados os apetes de espuma-borracha espessos, isto porque demasiado amortecimento pode causar fadiga e aumentar o risco de tropeçar.

Calçado adequado

Os efeitos para a saúde da posição prolongada também podem ser minimizados com a utilização de intervenções técnicas adequadas, como o calçado. O calçado não deve alterar a forma do pé, ter espaço suficiente para mover os pés, absorver as palmilhas e os saltos não serem superiores a 5 cm. Há também palmilhas especiais para sapatos que podem ser usadas quando tapetes macios.

Nos trabalhos que exijam calçado de proteção, este deve ser adequado e confortável e, se usado por mulheres, deve ser concebido especificamente para as mulheres. Os trabalhadores devem ser consultados e poderem escolher. Os códigos de vestuário devem permitir o uso de sapatos confortáveis.

Pausas e exercício

Devem ser permitidas pausas regulares, durante as quais os trabalhadores podem sentar-se. A realização de pequenas pausas são consideradas mais eficazes para a prevenção da fadiga do que a realização de apenas uma longa pausa.

Os trabalhadores devem ser encorajados a esticar-se, bem como a mover-se. Os programas de bem-estar no local de trabalho podem ser realizados durante os períodos das pausas. 

Caminhar é especialmente eficaz para aumentar o fluxo sanguíneo no corpo, por exemplo, dando um passeio durante a hora do almoço. Também eficaz é a disponibilização de programas de formação para trabalhadores que possam, em seguida, treinar e orientar os seus colegas.

Intervenções para os trabalhadores mais velhos ou trabalhadores com uma condição músculo-esquelética existente

Os empregadores têm deveres de proteger a saúde e a segurança dos trabalhadores mais vulneráveis. A primeira prioridade deveria ser tornar o trabalho mais seguro, mais saudável e mais fácil para toda a mão de obra. No entanto, os trabalhadores mais velhos ou um trabalhador com uma condição musculoesquelética crónica podem necessitar de medidas adicionais.

Isto inclui o apoio adicional às necessidades dos trabalhadores e o aumento da adaptabilidade do local de trabalho e da conceção do local de trabalho. Acomodações individuais para alguém que tenha problemas em se manter de pé por muito tempo podem ser, dependendo do trabalho que fazem, o uso de um banco portátil empoleirado, a realização de pausas mais frequentes ou a rotação do trabalho.

Intervenção precoce

Os trabalhadores devem ser encorajados a comunicar quaisquer problemas associados ao trabalho em pé, para que possam ser abordados o mais rapidamente possível e antes que se agravem.

Consulta

Os empregadores são obrigados a consultar os trabalhadores e os seus representantes em matéria de saúde e segurança. Saber como o trabalho é feito na prática e quais são os problemas, coloca-os numa boa posição para ajudar a encontrar soluções práticas. A participação ativa dos trabalhadores é importante para a determinação de soluções ergonómicas.

O que os trabalhadores podem fazer

O que podem os trabalhadores fazer para reduzir o desconforto de estar em pé no trabalho.

- Utilize as opções de ajuste do local de trabalho;
- Ajuste a altura do trabalho de acordo com as dimensões do corpo, utilizando a altura do cotovelo como referência;
- Organize o seu trabalho para que as operações habituais sejam feitas de fácil acesso;
- Mantenha o corpo perto do trabalho, evite dobrar-se para a frente e/ou alcançar;
- Ajuste o local de trabalho para ter espaço suficiente para mudar a posição de trabalho;
. Utilize um trilho para os pés ou apoio para os pés portáteis para deslocar o peso do corpo de uma ou outra perna;
- Utilize sempre que possível um assento durante o trabalho, ou pelo menos quando o processo de trabalho permitir o descanso;
- Onde o seu trabalho permitir, mova-se entre sentar, ficar de pé e mover-se-

Sentado

Explore as possibilidades de se sentar e dar um descanso aos pés e certifique-se de explicar ao seu chefe o que vai fazer. Por exemplo, sentar-se ao atender o telefone ou preencher a papelada pode ser apropriado para o seu local de trabalho, especialmente se não houver clientes por perto.

Sentado durante a pausa para o almoço

Certifique-se de que usa pausas e tenta sentar-se, de preferência com as pernas para cima, o que promove a circulação sanguínea devido aos efeitos reduzidos da gravidade. Tirar os sapatos enquanto descansa dá aos pés a oportunidade de se refrescar, devido à evaporação. 


Mova-se durante a posição

Se um trabalhador trabalha numa pequena área, lembre-se de:

- Ocasionalmente, mudar o peso de uma perna para outra;
- Tente mover-se e dar pequenos passos (os trabalhadores holandeses do casino chamam a isto "dança de mesa") . Mesmo que só se possa mover um pouco, é importante fazer isto. Estar de pé torna-se mais dinâmico e, portanto, mais saudável.
- Se tiver um banco: pegue o peso das pernas de vez em quando;
- Se precisar de escolher ferramentas ou mantimentos: evite dobrar as costas e rodar, é melhor dar um passo para o fazer do que não se mover de todo;
- Tente andar pelo menos uma vez por hora, mesmo que seja uma curta caminhada, e faça alguns alongamentos se possível;
- Use os sapatos e meias certos.
- Use meias de suporte
As meias de apoio fornecem suporte aos músculos e vasos sanguíneos da perna inferior, reduzindo o edema/inchaços e promovendo a circulação sanguínea. Em alternativa, também pode usar collants de apoio ou meias bem acolchoadas. O apoio às meias é especialmente importador para os trabalhadores com tendência para a insuficiência venosa. Meias grossas e bem acolchoadas são úteis se sentir dor no calcanhar durante a sua posição.

Reportar quaisquer problemas

Se tiver algum problema com o trabalho em pé, deve denunciá-los ao seu empregador. Se tem uma condição médica que lhe dificulta a sua posição por períodos de tempo, deve contar ao seu empregador sobre isso e discutir quais as acomodações que podem ser feitas ao seu trabalho.

Exemplos de intervenções
Alguns exemplos de abordagens setoriais específicas são dados abaixo.

Pessoal de segurança do aeroporto

 A fim de prevenir LMER e a fadiga entre o pessoal de segurança do aeroporto, na sequência de medidas, revelou-se mais eficaz:
- Apoio permanente (80% dos seguranças consideraram que esta era uma boa solução)
- Tapetes anti-fadiga
- Rotação da tarefa (alternando a cada 15 minutos entre: passageiros acolhedores (em pé sobre um tapete ou usando um banco), trabalho de tela (sentado) raio-X (em pé sobre um tapete), sacos de verificação (em pé sobre um tapete), busca corporal (sendo móvel).

Lista de verificação para a prática diária nos setores agrícola e verde

Os setores agrícola e verde neerlandês fornecem uma lista de verificação com lembretes aos trabalhadores antes de iniciarem uma tarefa que envolva uma posição prolongada. Esta lista de verificação deve ser impressa e colocada à vista dos postos de trabalho para lembrar os colaboradores diariamente, semelhantes às ferramentas de "análise de risco de última hora".
A lista diária de verificação para trabalhar em pé consiste em:
- Antes de começar a trabalhar: organize o seu posto de trabalho
- Use um banquinho de um tapete anti-fadiga
-Alternar entre tarefas
- Use sapatos confortáveis que fornecem suporte

Embalagem, manuseamento e triagem de frutas e legumes

Na Nova Zelândia é fornecido um folheto de 14 páginas que contém princípios básicos para a ergonomia do posto de trabalho, como mover-se no trabalho e são mostrados exercícios úteis no trabalho. Cada página é um folheto de instruções e um cartaz ao mesmo tempo.

Recomendações para trabalhar em pé para os metalúrgicos espanhóis

Este exemplo espanhol descreve conselhos práticos para trabalhar de forma saudável durante a posição em pé, em suma:
- Ajuste a altura da tarefa ao tipo/nível de esforço
- Alterne a sua postura para facilitar o movimento
- Utilize um apoio para os pés separado ou integrado
- Mude a posição dos pés para dividir o peso da carga


NOTA: Tradução da responsabilidade do Departamento de SST da UGT


0 comentários:

Publicar um comentário